sábado, 30 de novembro de 2013

Uma homenagem a Seu Cecídio

Seu Cecídio em sua casa, maio de 2013
Foto: acervo pessoal

Hoje está sendo um dia difícil, triste para as famílias tremembé de Queimadas. Infelizmente, um câncer na próstata venceu Seu Cecídio, que "tombou" e nos deixa aos 86 anos. Apesar de todo o sofrimento vivido por essa gente, a alegria e o bom humor eram características constantes na vida de Seu Cecídio. Sempre nos recebia com um sorriso doce e um carinho paternal.
Sua vivacidade era outra característica marcante. Até bem pouco tempo (pouco tempo mesmo), organizava e era o mestre do Reiso, tradição festiva dos Tremembé de Queimadas que exige muita força e disposição, sobretudo para os sapateados, ponto alto da brincadeira.
Além de brincante do Reiso e do Torém, Cecídio era um pé de valsa, dançava forró com desenvoltura. Nas vezes que o vi forrozeando, lembro que ficava admirado com seu desempenho e elasticidade, apesar de seus 80 e poucos anos.
Conversador, não declinava do convite, ou mesmo da missão, de contar a história de sua família e da saga que seu povo percorreu até se consolidar na terra onde até hoje vivem. Desde a chegada de sua família, liderados por seus pais, Manoel Ferreira do Nascimento e Maria Conceição do Nascimento, já se vão 86 anos de ocupação em Queimadas.
Durante o processo de identificação dos Tremembé de Queimadas e da luta pela permanência na terra que ocupam tradicionalmente, Seu Cecídio foi personagem fundamental na condição de “especialista da memória” e das histórias do seu povo. Cumpriu com maestria a função que sua comunidade lhe designou. Junta-se à galeria das autoridades tremembé como João Cosmo, Nelson Custoso, Antonio Félix, Zé Tonheza e tantos outros que, além de “encantados” são também símbolos da história local. Seu Cecídio já virou monumento, sua fala já é história!
Me sinto privilegiado por ter convivido com ele e poder registrar algumas de suas histórias.
Cecídio Ferreira do Nascimento, foi um imenso prazer conhecê-lo.
Saudades eternas!
Minha última entrevista, durante o trabalho de campo, maio de 2013
Foto: Carol  Nascimento

Em sua casa, setembro de 2009
Foto: Tiago Silva
Dançando forró com sua sobrinha, Maria de Lourdes, dezembro de 2009
Foto: acervo pessoal
Durante o GT da FUNAI em Queimadas, março de 2010
Foto: Dirceu Melo
Ao lado dos irmãos João e Manoel Félix: eternos arengueiros!
Foto: Dirceu Melo