domingo, 27 de fevereiro de 2011

Terra Indígena Lagoa Encantada, da etnia Jenipapo-Kanindé, é demarcada pelo Ministério da Justiça

Mais uma conquista dos Índios no Ceará!


Parabéns aos Jenipapo-Kanindé pela conquista histórica de sua terra tradicional. Esta alegria é, não só da comunidade indígena contemplada, mas de todos aqueles que trabalham, lutam e torcem para que os povos indígenas do Ceará possam finalmente ter a tranquilidade e segurança necessárias para construir sua própria autonomia social, econômica, cultural e ambiental.


Mais duas TIs são declaradas de posse permanente dos povos indígenas
O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, assinou em 23 de fevereiro, duas portarias, declarando as terras indígenas (TI) Rio Negro-Ocaia, em Rondônia, e Lagoa Encantada, no Ceará, como de posse permanente dos povos indígenas Pakaanova e Jenipapo-Kanindé, respectivamente. As TIs passarão agora pelo processo de demarcação física, para posterior homologação pela Presidência da República.   

TI Lagoa Encantada
Localizada no município cearense de Aquiraz, nas proximidades da capital Fortaleza, a TI Lagoa Encantada tem uma área total de 1.731 hectares, nos quais vivem cerca de 80 famílias do povo Jenipapo-Kanindé. A etnia habita o território da TI desde o fim do século XIX, após migrar de outras regiões em busca de refúgio.

Cacique Pequena: líder da comunidade Jenipapo-Kanindé
Foto: funaiceara.blogspot.com

No território, os Jenipapo-Kanindé produzem feijão de corda, mandioca, batata-doce, manga e caju – tanto para consumo próprio como para comercialização. A Lagoa Encantada, que dá nome a TI, situa-se no centro da área e tem importância religiosa para os índios, além de ser uma fonte de subsistência, através da pesca.
A declaração de posse e o processo de demarcação ajudarão os indígenas a defender seu território, que enfrenta pressão de indústrias próximas - que utilizam a água da lagoa e despejam resíduos - e também de empreendimentos turísticos, atraídos pela beleza do local.