quinta-feira, 28 de março de 2013

Tremembé de Queimadas doa mudas ao Córrego João Pereira


Momento de interação entre os indígenas


Dando continuidade às atividades referentes às metas do projeto da Carteira Indígena em Queimadas, foi realizada a oficina de agroecologia e a entrega das mudas para as famílias participantes do projeto. Como desdobramento desta atividade, a comunidade de Queimadas, numa articulação conjunta entre as lideranças Tremembé, os técnicos que acompanham o projeto, o GATI e a CTL de Itarema, um grupo de lideranças da TI. Córrego João Pereira (aldeias São José e Cajazeiras) esteve na TI. Queimadas para um momento de intercâmbio e troca de experiências com as famílias que estão participando do projeto de produção de mudas e construção de sistemas agrícolas de manejo ecológico. 

Durante o encontro, o grupo visitou o quintal do Zé Maria, AISAN da comunidade, que contou sobre o início do projeto com quintais produtivos, no início de 2010, quando as primeiras mudas foram distribuídas para as famílias de Queimadas. Zé Maria mostrou para os visitantes como estavam as mudas plantadas naquela oportunidade.
Em seguida, se dirigiram para o viveiro de mudas e para o sistema agroflorestal mantido por Evaldo Nascimento e seu irmão Luciano. Visitaram o viveiro, foram informados sobre detalhes da produção e o modo de plantio das mudas. Além disso, tiveram uma aula com Evaldo sobre a produção de repelentes naturais e biofertilizantes.

Encontro dos indígenas na escola de Queimadas

Visita ao quintal do Zé Maria
Caminhada ao viveiro de mudas

Grupo recebendo instruções no viveiro de mudas
Tanque de criação de peixe no meio da mandala
Evaldo ensinando como se produz biofertilizantes

Visitaram ainda a horta em sistema mandala, manejada por Mairton, Evaldo, Oliveira e Welto, onde puderam conhecer a experiência de plantio de hortaliças, frutas e leguminosas, além da criação de peixe no tanque situado no núcleo da mandala.

A visita teve como principal objetivo a doação de centenas de mudas produzidas em Queimadas para as duas aldeias do Córrego João Pereira. Portanto, a atividade já foi um desdobramento de uma meta traçada pelo projeto da Carteira Indígena de Queimadas que contemplou as aldeias do Córrego que por sua vez estão implantando outro projeto financiado pelo GATI. Com esta atitude, a aldeia Queimadas se consolida como uma referência na gestão ambiental de terras indígenas e na adoção de sistemas ecológicos de plantio.

O encontro foi mediado pelo técnico Tiago Silva e Antonio Neto, coordenador da CTL-FUNAI de Itarema. No fim da vista, o grupo recebeu as mudas que foram transportadas no carro da FUNAI até o local de destino.


Abastecendo o carro com as mudas doadas
Antonio Neto, da CTL de Itarema, acompanhando o grupo de lideranças do Córrego

Créditos:
Informações: Tiago Silva Bezerra
Fotos: Tiago Silva Bezerra e Caroline Moreira